The Wonders of My Universe

Abril 27 2009

 

 

 

 

 

 

 

Sinto no exterior a claridade
E o calor de um sol tímido
Pois se há algo que falta
É um teu sorriso

 

 

 

publicado por Wonder Shadow às 22:00

Abril 27 2009

Hoje resolvi mudar a rotina. Em vez de andar a pé para os destinos do dia resolvi mudar o meio. Ao invés da porta usei a janela. Ao invés da rua usei o ar. E segui...por entre os trilhos do vento, vendo tudo do alto. Vi as pessoas a deslocarem-se, os carros parados num transito infernal. Vi as nuvens, vi a chuva, vi o sol...e senti-os. Como só sente quem voa, como só sente quem se ergue para o alto.

 

Acenei a pássaros em vez de a pessoas, desviei-me de gaivotas em vez de carros, e segui, alterando o trajecto. Fui pela praia, fui pela areia. Mas ao cimo. À distância de 3000 pés. E vi-te, por entre inúmeras coisas. Deslocavas-te devagar, sobre a areia e em direcção ao mar. E as ondas...de um azul lindo e irresistivel. Desci a altitude, queria sentir a brisa maritima. Percorri a costa de uma ponta à outra. Sempre à procura de algo, sempre à procura de alguém.

 

Mudo de ares, parto em direcção ao cume de uma montanha e em bicos de pés olho para baixo, até onde a vista me permite. Eis que vejo a manta de neve a cobrir toda a montanha...um branco lindo e irresistivel. E vi-te, por entre inúmeras coisas. Deslocavas-te num só sopro, sobre a neve e em direcção ao topo.

 

E passou-se o dia, com uma celeridade imensa. Entre neve e areia densa. E aterro...percorro os caminhos que vi do alto, percebendo-os melhor. Chego à minha rua, procuro a minha porta, abro-a e...

publicado por Wonder Shadow às 20:04

Abril 23 2009

Sob uma densa névoa, surge uma ténue luz ao final do quarto dia de Março. Cresce, à medida que os minutos vão passando, iluminando o serão calmo e tranquilo que se pressupunha para esse dia...e continua a alargar horizontes com o decorrer dos dias. No inicio discreta, mas sempre presente.

 

Vai-se dando a conhecer, com a calma e a simpatia de quem não quer revelar tudo de uma vez...passam-se os dias, e a luz cresce. Brilha ao alto para que todos a contemplem e sintam.

 

Não veio por vir, nem veio para ser mais uma.

 

Continua ao alto a observar, enquanto ilumina quem se desloca  ao seu redor, de uma forma pura, de uma forma doce, de uma forma que quem sentiu a recordará para sempre.

 

Ao seu jeito, vai comunicando aos poucos e poucos, vai-se entregando mais de dia para dia. À luz do Sol e da Lua, ela permanece sempre lá.

 

Atenta, sorri enquanto prossigo o meu caminho diário.

Atenta, aquece o coração no dias frios do mês das chuvas.

 

E eis que chove, e eis que volta a aquecer, sob a sua intensa luz, ao alto do céu, ao lado do Sol.

 

Ao seu jeito, sem temer nada nem ninguém, prossegue qual Deusa Grega com dois principais objectivos:

 

Ser feliz e fazer os outros felizes!!

 

publicado por Wonder Shadow às 22:35

Abril 22 2009

A 100JEITO e a Estrela ofereceram-me um belíssimo Prémio para um Blog que vale a pena ler, o qual presto aqui a minha homenagem.

 

 

 

As regras são:

  • indicar quem nos atribuiu o prémio

  • atribuir a mais 5 e mencioná-los

  • informar os 5

 

Os meus contemplados são:

 

Catjinhaaa**

 Nessa

Cláudia

Maggie In Wonderland

Homem de Lata

publicado por Wonder Shadow às 17:15

Abril 21 2009

Eis pois hoje que me encontro lúcido e e concentrado a olhar para além da linha do horizonte que vislumbro além mar. Pego num livro que se encontra no degrau junto a mim e folheio-o. Páro na segunda página e vejo lá o prelúdio de uma história. Saboreio cada palavra de cada frase. Formo imagens na minha mente para ilustrarem o que está descrito...continuo...até à última linha, até à última palavra, até à última letra da introdução.

 

Além mar vislumbro um vulto de algo ou alguém, a mexer-se lentamente. Fixo-o uns momentos e desloco novamente as minhas mãos para o livro. Não o largo mais. Leio-o com a intensidade do Sol a queimar a pele no pico do Verão. Leio-o com rapidez, antes que a noite chegue. Histórias difusas e personagens estranhos no inicio, mas que no final farão parte de mim.

 

Um crime aconteceu, num momento exiguo e num local afastado. Peças que se vão encaixado e intuições que são lançadas. Consulto o som do mar também, a ver se me sugere uma resposta. Chega-me o som das ondas a rasparem as rochas e a atingirem a areia. Chega-me o som das gaivotas a marcar presença junto ao areal.

 

Quem roubou quem? Quem se apaixonou por quem? São perguntas que vão surgindo. São mistérios que se vão desvendando, à medida que viro as folhas. Rumo ao fim...

 

E o mar começa a receber o Sol, em forma de círculo laranja a escurecer. Pouso o livro e aprecio a imagem e os sons que a circundam. Parece um momento de pausa, mas em que nada está parado.

 

Eis que as luzes dos candeeiros se começam a acender. O cheiro a grelhado começa a aparecer. E tu livro, que tantos mistérios ainda me hás de dar, ficas a apreciar comigo o ambiente como um fiel amigo. Para todo o sempre...

 

 

publicado por Wonder Shadow às 21:20

Abril 15 2009

Após alguns dias de interregno, devido à Páscoa e a trabalho, volto ao blog para falar sobre...qualquer coisa.

 

Bem, honestamente ando sem grandes ideias...não queria falar de futebol, nem da Manuela Ferreira Leite...

 

Podia falar das planícies, da chuva, da hegemonia entre os animais, do sentimento de partilha, da sociedade em geral...mas porquê?

 

Encontro-me algo desmotivado, não sei se devido ao tempo se devido à vida...Bem sei que há mil águas em Abril mas e porque não Sol também?

 

Quanto à vida...o trabalho parece estagnado e o que sobra para além disso parece que se dissipa rapidamente, sem ser verdadeiramente aproveitado. Às vezes gostava de quebrar a rotina diária, pegar nas malas e partir para um sitio distante. Viver novas coisas, conhecer novas culturas. Já viajei por vários países, e perguntava-me sempre como seria viver ali? Não sei se esteja destinado a partir, mas ao menos entretenho-me a sonhar.

 

 

O pensamento de que não aproveito a vida como devia, incide constantemente sobre mim. Será comum?  Quantas vezes por estupidez ou "timidez" momentanea não disse o sim ao invés do não? E quantas oportunidades de novos desafios perdi por esse motivo?

 

Bem, ainda vou a tempo de quebrar com a rotina...há mais mar para além do que o que eu avisto...

 

 

publicado por Wonder Shadow às 11:12

Abril 11 2009

"De todos os animais da criação, o Homem é o único que bebe sem ter sede, come sem ter fome e fala sem ter nada que dizer" (John Steinbeck)

publicado por Wonder Shadow às 15:31

Abril 10 2009

Lá alto, no cimo, está o querer e a vontade

Estica a mão, eu sei que chegas onde quiseres

Interage com a tua personalidade

Que se formou pelo que o teu corpo percorreu

Pelo que viveu e presenciou

De onde veio e pelo que passou

Estica-te pois mais, a meta está ao teu alcance

À distância de um simples palmo

Respira fundo e mantém-te calmo

Cá em baixo estás tu e essa tua saudade

E é lá no cimo que está o querer e a vontade

publicado por Wonder Shadow às 19:56

Abril 10 2009

Quão belo consegue o Mundo ser

Se todos que nele habitam se unirem

De forma à nuvem negra, sobre ele, desaparecer

E o verde volte a resplandecer

A água, límpida e sem perigos, torna a sorrir

Convidando jovens e adultos a nela mergulhar

Não mais desigualdades continuam a subsistir

E o Sol, fogosa estrela, permanece no alto a brilhar

 

Quão difícil é imaginar tal cenário

E quão impossível parece torná-lo real

Quão atadas estão as nossas mãos para que nada façamos

E deixemos tocar no fundo o que a Natureza nos ofereceu

O que tenho, também desejo que seja teu

E juntos sei que não estamos sós

Pois se a imaginação não tem limites

Na vida, os limites criamo-los nós...

publicado por Wonder Shadow às 19:31

Abril 10 2009

Sozinho no centro do mundo
Penso em tudo o que vivi
Encosto a cabeça no fundo
E espero por ti
Mas tu não apareces
E o sangue verte por entre cristais e mágoas
Por entre litros de água que o corpo expele
Num rio sem fim
E o teu sorriso permanece em cada fragmento de mim
Eis quando te vejo
E sinto o teu perfume
Calor de um lume
Aceso como um desejo
Um princípio, um meio e um fim
Um redemoinho de pensamentos e intenções
Tocar-te…sentir-te…abraçar-te…e unir-me a ti
Juntos somos uma unidade
E nunca estaremos sós
Não te deixo ausentar
Puxo-te para mim
Beijo-te como nunca ninguém beijou
E sinto o teu coração pulsar
Cada vez mais rápido, cada vez mais intenso
E um cheiro a incenso perfuma-nos o olfacto
Juntos somos uma unidade
E nunca estaremos sós
Pois nunca te irei deixar partir…

publicado por Wonder Shadow às 02:29

mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
14
16
17
18

19
20
24
25

26
28
29
30


pesquisar
 
Visitas
Academias
Contador de visitas
subscrever feeds
blogs SAPO