The Wonders of My Universe

Junho 25 2009

Como prometido, vou fazer uma ("breve") descrição de como correu a minha primeira hospedagem a elementos do CouchSurfing (CS).

 

Ao final da tarde da passada quinta-feira (18 de Junho), como combinado previamente, fui a Campanhã buscar os meus guests. Desde logo houve empatia embora naturalmente que no inicio, pelo menos da minha parte devido à inexperiência de alojar desconhecidos, tenha havido também um certo cuidado. Mas tanto o Fabricio (brasileiro) como a Kásia (polaca) tenham mostrado logo que iria ser uma experiência engraçada e que eram bastante simpáticos e comunicativos.

 

Nesse dia de manhã utilizei o site do CS para marcar um jantar entre os membros, numa especie de recepção aos meus convidados. Apesar de poucos me conhecerem e de ter sido marcado no próprio dia, houve a prova de que o espirito CS é grande uma vez que apareceram cerca de 15 pessoas.

 

Depois de os ter levado a casa para se instalarem e tomarem um banho, partimos para a Cordoaria, uma vez que o jantar tinha sido marcado nessa zona. O jantar foi animado, deu para conhecer "novos" elementos que anteriormente não conhecia bem como começar a conhecer os hóspedes que nos próximos dias iriam partilhar casa comigo. É engraçado que apesar do jantar ter sido com elementos do CS, pouco se fala de experiências desse nivel nos jantares que se organizam. Fala-se da vida, de viagens e de qualquer outro assunto que um grupo de amigos que se conheça à bastante tempo fala. O jantar correu bem, mas como no dia seguinte o Fabricio tinha o inicio da conferência (motivo pelo qual estava no Porto) pelas 23h00 regressamos a casa, até porque ele ainda tinha que ultimar os preparativos da sua apresentação. Chegados a casa perguntou-me se era possível utilizar o computador durante a noite para organizar a preparação. Embora ainda estivesse um bocado de pé atrás (confesso), permiti naturalmente que o fizesse e andasse à vontade durante a noite entre o quarto e o escritório onde está o computador. Sem qualquer problema de registo.

 

No dia seguinte (sexta-feira, 20 Junho) às 8h00 partiam ambos para a conferência. Só os tornei a ver ao inicio da noite. Noite essa que foi passada em minha casa a beber um vinho do Porto, com a presença de um amigo meu também, e a falarmos de tudo e mais alguma coisa.

 

Surge-me agora o momento de apresentar um pouco os meus convidados. O Fabricio é natural de S. Paulo, tem 26 anos, é licenciado em Direito e em Relações Internacionais (no Brasil) e está de momento em espanha a tirar um mestrado. A Kásia tem 23 anos, vive perto de Cracóvia e é licenciada e tem um mestrado na área de Biologia. Após esta introdução é fácil de reparar que tanto um como o outro são educados, cultos e com facilidade de comunicação, o que torna tudo muito mais fácil. A estadia deles em minha casa estava prevista terminar no dia seguinte, uma vez que tinha ficado combinado alojar-lhes duas noites. Mas após os ter conhecido melhor e ter visto que era boas pessoas (e acreditem testei de várias formas) alargamos a estadia até domingo.

 

Na manhã seguinte foram para o resto da conferência e encontramo-nos em minha casa pelas 14h00. De lá partimos para a ribeira para almoçar uma francesinha e mostrar-lhes a zona. A Kásia já tinha explorado bastante da cidade durante o periodo da conferência, mas o Fabricio ainda não tinha visto (quase) nada. Depois do almoço e devido ao tempo quente que se sentia, resolvemos ir para as praias de V.N.de Gaia. Convém referir que, embora isso não seja muita surpresa, o contacto da Kásia com praias seja diminuto e por isso a vontade em ir a uma, o contacto do Fabricio (brasileiro de gema) também é diminuto. Como nota de curiosidade, da cidade dele até às praias brasileiras são mais de 600 kms, o que faz com que ele também poucas vezes tenha ido à praia (pelo menos brasileiras).

 

A tarde como se esperava correu bem, o calor era muito e a temperatura da água do mar, embora fria ao inicio, tornava-se bastante aceitável com o hábito.

 

À noite, fez-se novo jantar em minha casa onde se ficou à conversa até depois das 3h00.

 

No dia seguinte partiriam às 10h00 em direcção a Campanhã onde iriam apanhar o comboio em direcção à Régua (para a visitarem durante o dia) e posteriormente a Vila Real onde passariam a noite na casa de outro membro do CS. Na despedida tiveram a bondade de dizer que a estadia comigo tinha sido das melhores experiencias de CS que tiveram, o que obviamente (seja verdade ou não) me deixou contente.

 

 

Posto isto, fiquei fã de alojar e com curiosidade em ser alojado, experiência essa que tenho muita vontade em iniciar este verão. A ver vamos...

 

 

publicado por Wonder Shadow às 10:51

Abril 22 2009

A 100JEITO e a Estrela ofereceram-me um belíssimo Prémio para um Blog que vale a pena ler, o qual presto aqui a minha homenagem.

 

 

 

As regras são:

  • indicar quem nos atribuiu o prémio

  • atribuir a mais 5 e mencioná-los

  • informar os 5

 

Os meus contemplados são:

 

Catjinhaaa**

 Nessa

Cláudia

Maggie In Wonderland

Homem de Lata

publicado por Wonder Shadow às 17:15

Abril 08 2009

Aproveitando uma ideia da minha Amiga Manu, no qual num Post anterior me desafiou e à minha Amiga 100JEITO a iniciarmos uma onda de debates, decidimos criar um Blog para nele debatermos um pouco de tudo.

 

Peço-vos também ajuda neste sentido. Que para além da vossa presença assídua, nos ajudem na escolha de temas que achem ser relevantes para serem discutidos. Convido-vos  também a participarem nos debates e a partilharem connosco a vossa opinião, seja ela qual for.

 

Vai daí, sejam bem-vindos a esta forma de debate ;)

 

 

 

 

 

publicado por Wonder Shadow às 23:20

Abril 08 2009

"Na incerteza de obter resultados alegres, tento aprender o sentido desta vida que depende de mim para ser o que ela é de verdade."

 

Escrevo para quem ler, sem ter alguém especifico como alvo. Pressiono letra a letra até formar palavras...mas não olho para o que deixei escrito, antes para o que vou escrever. Vivo a olhar para a frente, com a curiosidade de alguém que vai saborear o seu primeiro doce e deliciar-se com o prazeroso gosto do mesmo. Será este o sentido da vida pelo qual me devo reger?

 

O que surge de novo tanto pode ser bom como mau. Mas o ser novidade acrescenta algo mais à vida do que bons e maus momentos. Acrescenta experiência, acrescenta vivência, acrescenta recordações...A vida deverá ser vivida a evitar o que é mau e a seguir o que é bom? O que separa o bom do mau? As suas consequências?

 

Cada Ser Humano é único, e cada um tem a sua personalidade própria. O que faz diferenciar tanto essas personalidades? O que provoca a timidez? E a extroversão? E como se combate o exagero em ambas?

 

Prossigo por entre os pensamentos...e estico a mão...de forma a chegar ao cerne do sentido da vida...

 

A vida tem sentido? E depende de cada pessoa individualmente? Se sim então o sentido difere de Ser para Ser...pois se as personalidades são diferentes, também os meios utilizados para atingir os "objectivos" o são.

 

Vivo...sem pensar nisso...vivo...dia a dia, momento a momento...comigo, contigo, convosco...É esse o meu sentido...!

 

publicado por Wonder Shadow às 14:53

Abril 06 2009

 

Após a consulta diária a blogs amigos, conhecidos e parcialmente vistos, venho por este meio falar sobre nada em concreto. Para já apetece-me escrever mas sem um assunto em especial. Lembro-me do que já postei anteriormente, e lembro-me nesta altura de um post sobre “nada”. Mas esse era um “nada” que tinha algo de concreto, uma mensagem subliminar, um estado de espírito. Agora é um “nada” nada. Sugeriram-me escrever sobre “amor”, mas o que é o “amor”? E será que é um sentimento digno de ser desejado? Será um sentimento que trará felicidade no seu todo ou pelo menos na sua maioria?
 Lembro-me de citações de autores diversos, nomeadamente:
 
- “Se julgarmos o amor pela maior parte dos seus efeitos, ele assemelha-se mais ao ódio do que à amizade” (La Rochefoucauld);
- “Nunca amamos ninguém. Amamos, tão-somente, a ideia que fazemos de alguém. É a um conceito nosso - em suma, é a nós mesmos - que amamos. Isso é verdade em toda a escala do amor. No amor sexual buscamos um prazer nosso dado por intermédio de um corpo estranho. No amor diferente do sexual, buscamos um prazer nosso dado por intermédio de uma ideia nossa” (Fernando Pessoa);
- "... o amor é uma doença quando nele julgamos ver a nossa cura ..." (Ornatos Violeta e VÍtor Espadinha – Ouvi Dizer).
 
 
Não enceno aqui o papel de sofredor de amor, embora já o tenha sido e provavelmente o voltarei a ser, mas tento ver o motivo disso. Será que aprendemos com desgostos passados? Provavelmente não. Na altura achamos que uma determinada situação não se iria repetir mas vivendo-a com outra pessoa é provável que aconteça.
 
Esta busca incessante pelo “algo” que nos preenche o “vazio” terá um fim? E se tiver quais os motivos? A desistência ou o alcançar? O aceitar ou a esperança?
 
Subo diariamente um andar do edifício da Vida, e em cada andar vejo, sinto e penso nos habitantes que lá habitam. Será que num deles, junto ao átrio, se encontra esse alguém que me fará companhia na ténue e íngreme subida que resta?
 
Neste momento desisti, por assim dizer, de encontrar outra companhia que não a dos que me acompanham já desde alguns degraus. Percorro-os um por um e olho para a paisagem de cada um, para a sua arquitectura, para as suas cores, para as suas formas e reacções. Incessantemente subo um por um, dia e noite. Quem de novo irei encontrar no andar superior é uma incógnita mas já decidi não ir à procura do Sol porque o mais provável é sair encharcado…
 
No entanto, tão provável é encontrar alguém quando não procuro como começar em nada e acabar em amor…
publicado por Wonder Shadow às 16:16

Abril 02 2009

 Recebi hoje, embora devesse ter sido ontem pelo que me constou,  um desafio que me foi enviado pela minha amiga 100JEITO.

 
As regras do desafio são:
Escrever uma lista com oito coisas que sonhamos fazer antes de morrer;
Convidar oito blogs amigos para responder também;
Comentar no blog de quem vos convidou;
Comentar no blog dos nossos(as) convidados(as) para que saibam do desafio.
 
Desafio:
 
1 - Dar a volta ao mundo, mas ter mais que 80 dias para o fazer;
2 - Encontrar esse "alguém" que todos falam e não a deixar fugir;
3 - Ter sucesso pessoal e profissionalmente;
4 - Aprender o máximo de culturas e linguas possível;
5 - Futuramente viver num país estrangeiro com uma profissão que me permita fazê-lo confortavelmente;
6 - Nunca mais me cortar ao fazer a barba;
7 - Ter saúde bem como os que me acompanham (em termos de amigos e familiares);
8 - Sorrir quando chegar a hora de partir, sem arrependimentos ou lamentos por coisas que não fiz e devia ter feito.

 

 

Reencaminhar desafio a:

 

Catjinhaaa**
Homem de Lata
Nessa
Lusitana
falar-ao-acaso
Cláudia
Maggie In Wonderland
Estrela
 
Fico a aguardar ver os vossos ;)

 

 
publicado por Wonder Shadow às 14:42

mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


pesquisar
 
Visitas
Academias
Contador de visitas
subscrever feeds
blogs SAPO